Moldando o caráter da criança para o bem ou para o malData de publicação: 10/05/2021

Moldando o caráter da criança para o bem ou para o mal

Olá, querido líder! Este artigo está sendo escrito para os pais de seus aventureiros. Você poderá usar esse tema nas reuniões da rede familiar e entregar cópias do texto aos responsáveis pelas crianças. 

Frequentemente os pais mimam seus filhos pequenos e são transigentes com eles porque parece mais fácil lidar dessa maneira com as crianças. É mais fácil deixar que sigam seu próprio caminho do que barrar as inclinações desgovernadas que se levantam tão fortemente em seu coração. No entanto, essa atitude é covarde. É uma perversidade fugir assim da responsabilidade, pois virá o tempo em que esses filhos, cujas tendências não refreadas se transformaram em vícios absolutos, trarão vergonha e desgraça sobre si mesmos e a sua família. Saem para as ocupações da vida sem estar preparados para enfrentar as tentações  e não sendo suficientemente fortes para suportar as dificuldades. 

Outro ponto para destruir o caráter da criança é ser tolerante ou ser rígido em excesso. Por serem mimadas em excesso, os maus hábitos se tornam fixos, assim alguns pais estão entortando a árvore nova. Pela educação dos pais, o caráter da criança se desenvolve com deformidade ou com simetria e beleza. Mas, enquanto muitos erram ao exagerar na tolerância, outros vão ao extremo oposto com vara de ferro. Nenhum deles segue as orientações bíblicas, mas ambos estão fazendo uma obra temível. Estão moldando a mente dos filhos e deverão prestar contas no dia de Deus pela maneira como têm feito isso. 

A eternidade revelará a obra feita nesta vida. 

Pais imprudentes estão ensinando a seus filhos lições que são perigosas para eles e estão plantando também espinhos para os próprios pés. Em grande parte, os pais seguram nas mãos a felicidade dos filhos. Pesa sobre eles a importante obra de formar o caráter dessas crianças. Os ensinos ministrados na infância os acompanharão ao longo da vida. Os pais semeiam as sementes que brotarão e darão frutos, seja para o bem ou para o mal. Semeando a vaidade, deixando de exigir a obediência, dando amor mal orientado, permitindo às crianças seguirem suas próprias ideias e tendo um lar com falta de consagração, são alguns exemplos de como destruir o caráter das crianças.

Queridos pais, dediquem tempo aos seus filhos. Alguns pais recebem os filhos no braço como um fardo indefeso. Eles nada sabem e devem ser ensinados a amar a Deus. Devem ser criados e educados segundo a instrução e o conselho do Senhor. Precisam evitar a superficialidade, compreender os princípios envolvidos, fortalecer a criança pela oração e pela fé, assumir posição firme e decidida, semear com paciência a semente, ensinar submissão à lei, coordenar os aspectos físico, mental e espiritual, orar pela sabedoria celestial, ensinar a criança a fazer escolhas. (Livro Orientação da Criança, de Ellen G. White)

Os pais devem ter sempre em mente sua obrigação de dar ao mundo filhos que tenham um caráter bem desenvolvido, filhos que tenham força moral para resistir às provas e cuja vida seja uma honra para Deus e uma benção aos seus semelhantes. 

Nalva Martins

Nalva Martins

Líder de Aventureiros

Natal/RN

MNe/UNeB