Data de publicação: 03/09/2018

Um clube relevante para a Igreja e para a sociedade

O clube de aventureiros foi criado com o objetivo de auxiliar pais, mães ou responsáveis na tarefa de desenvolver os aspectos físico, mental, espiritual e social das crianças de 6 a 9 anos. Todo o programa tem apoio sobre o tripé – família, escola, igreja. Dentro deste tripé, é possível ser desenvolvidas atividades que englobem estas três áreas de maneira que a criança de torne um melhor membro da sua família, um melhor aluno e um membro ativo da sua igreja. Para que este objetivo seja atingindo pelo clube, é necessário que o trabalho seja realizado em parceria com outros departamentos da igreja alcançando as famílias e a comunidade. Alguns dos departamentos que devem se tornar parceiros colaboradores do clube são ASA (Assistência Solidária Adventista), ministério lar e família e ministério da criança. Através das reuniões regulares do clube as famílias dos aventureiros serão alcançadas com atividades do curriculum das classes e muitas delas não adventistas acabam se interessando em estudar mais sobre a Bíblia, em ter mais relacionamento entre os membros da família. Para dar suporte a estas famílias, pode haver uma parceria com o ministério lar e família, que entra no trabalho com visitas para estudo da Bíblia, acompanhamento mais próximo para aquelas famílias que passam por dificuldades de relacionamento e financeiras. O ministério da criança vem colaborar diretamente com a criança, dando suporte e aprofundamento espiritual para que ela se desenvolva de maneira crescente na sua comunhão com Deus. Se for necessário, deve se ensinar a família a fazer o momento de devoção e culto familiar e fornecer material para a mesma. Neste sentido entra a parceria do ministério das publicações, que vem com os materiais adequados para cada família. Para que um clube tenha relevância na sociedade é preciso sair em busca de famílias com crianças entre 6 a 9 anos que estejam na vizinhança e gostariam de participar do clube, investigar porque elas não estão participando do clube e a partir deste levantamento divulgar o clube e, se preciso, com a ajuda da ASA, atender as necessidades físicas para depois conseguir levar a família para próximo do clube e da igreja. Por exemplo, se tiver na comunidade alguma família com filhos na idade de aventureiros, mas que por motivos financeiros não conseguem participar, é necessário que o clube juntamente com a ASA (Assistência Solidária Adventista) faça uma visita a essa família, investigue qual sua maior necessidade e a partir de um pré cadastro possam ser supridas estas necessidades. Se for necessidade de alimentos, é possível atender com cesta básica. Após atendida esta necessidade certamente a família estará aberta para que o clube possa atingir as crianças e o ministério da família possa também realizar um acompanhamento. Um clube de aventureiros que consegue realizar estas parcerias dentro da igreja será visto pelos membros e liderança com muito carinho, pois estará levando não apenas as famílias a terem um momento de lazer, mas a terem um crescimento espiritual e uma comunhão com Deus, chegando em muitos casos a batizar não só crianças, mas toda a família. Se um clube trabalha em parceria com a ASA (Assistência Solidária Adventista) conseguindo chegar na comunidade para atender as necessidades das famílias carentes será com certeza um clube que cumpre o seu verdadeiro sentido de existir, ensina as crianças a terem amor ao próximo. Jesus primeiro atendeu as necessidades físicas, depois apresentou o evangelho. “O meu mandamento é este: Amem-se uns aos outros como eu os amei”. João 15:12.      

Autora: Aline Cristiane Sausen Toigo

Cargo: Líder de Aventureiros

Campo: ASM

Aline  Toigo

Aline Toigo

Líder de Aventureiros

Campo Grande/MS

ASM