Como escolher uma barraca?Data de publicação: 24/06/2021

Como escolher uma barraca?

Olá, desbravador que gosta de aventura!

 Se você me perguntasse qual tipo de barraca eu escolheria para acampar, eu responderia: a que caiba no seu orçamento. Barraca é um item indispensável na hora de acampar. Imagina a trabalheira que daria se toda vez que fôssemos acampar, tivéssemos que construir um abrigo do zero?

Sabemos que um abrigo bem construído leva muito tempo, e, como geralmente nossos acampamentos são apenas em finais de semana, precisamos de algo mais prático e rápido para quebrar o galho durante esses curtos dias. Aí é que vem as barracas.

Então,  vamos deixar de enrolação e vamos mencionar aqui algumas características que você deve levar em consideração na hora de escolher sua barraca.

1- Espaço

            Escolha sempre barracas maiores do que a quantidade de pessoas que você pretende colocar nelas. Mesmo que você queira dormir sozinho, opte por uma barraca com capacidade para duas ou três pessoas. O espaço vai te ajudar a organizar mais coisas dentro da barraca e vai te proporcionar uma sensação de mais conforto e segurança na hora de dormir.

2- Impermeabilidade / Coluna d'água

            Imagina acordar com pingueira e com os lençóis todos molhados no meio da noite no meio de uma chuvarada? acredite, é horrível. Por isso, quando escolher uma barraca, certifique-se quanto de água ela pode suportar ou quantos milímetros de água ela suporta, por exemplo:

Menos de 600mm – Recomendada apenas para usar no verão e embaixo de coberturas.  Não é recomendada para usar na chuva, pois é muito fácil a penetração da água e tem pouca resistência a ventos também.

De 600 a 1000 mm – Também recomendadas para o verão, sua resistência serve apenas para chuvas fracas e rápidas. Chuvas prolongadas causam infiltração.

De 1000 a 2000 mm – Resiste a chuvas normais (ou até fortes), por um período não muito longo (aguenta um ou dois dias de chuva)

De 2000 a 3000 mm - Resiste a temporais e  chuvas por vários dias (semanas).

Mais de 3000 mm – Recomendada para situações e climas mais extremos (para profissionais, montanhistas, etc.)

IMPORTANTE: Para que o tecido seja considerado impermeável ele deve ter pelo menos 1500mm de coluna d’água, se a barraca não tem informação sobre coluna d’água, é provável que ela não tenha nenhuma resistência à água.

3 - Costura

            Vamos salientar muito a infiltração porque é o pior pesadelo de quem acampa. Acredite; dormir com a certeza de que você não vai acordar ensopado não tem preço. Por isso, verifique se a costura da sua barraca está selada, porque as costuras mal feitas tendem a dar infiltração em períodos de chuva.

4 - Sobreteto, entradas de ar e fundo

            Escolha uma barraca com sobreteto espaçoso e com entradas e saídas de ar.  Sempre monte o teto esticado de forma que ele não encoste na parte de baixo da barraca evitando, dessa forma, a condensação, que é aquele molhado ocasionado dentro da barraca (mesmo sem ter chovido), ocasionado pela divergência de temperatura. Não esqueça que, da mesma forma que o teto precisa ser impermeável, o piso ou fundo também precisa ser resistente, afinal, não adianta não entrar água por cima mas entrar por baixo.  

5 - Compartimentos

            Se possível, escolher barracas com compartimento, ou terracinho, pois facilitará a sua vida na hora de deixar as roupas ou sapatos molhados (do lado de fora da barraca), sem que os seus objetos fiquem expostos à chuva ou ao sol. 

Importante: Quando montar sua barraca, não esqueça de fincar os specs ou estacas para mantê-la firme no chão. Se não fizer isso, pode ser que você seja pego de surpresa e veja a sua barraca voando ou indo embora do acampamento.

Tipos de barracas

Existem os seguintes tipos de barracas:

1. Canadense:

Barraca triangular, tem pouco espaço interno se comparada com os outros modelos. Costuma ser pesada devido a sua armação que, geralmente, é feita de aço. Foi muito utilizada antigamente, mas, atualmente, está fora do mercado. Possui uma grande durabilidade e um material bem rústico, geralmente aguentam chuva sem nenhum problema.

2. Iglu:

Um dos modelos mais conhecido hoje em dia. Tem o formato de iglu. É constituído, basicamente, por duas varetas que se cruzam e que mantêm a barraca armada mesmo ser estar especada. Tem uma boa resistência ao vento, dependendo do modelo, e não é tão pesada quanto as barracas canadenses. As varetas são de fibra, o que as torna maleáveis e maneiras. A desvantagem é que a fibra pode desgastar com o calor e quebrar, por isso, é importante armá-las  em locais que tenham um pouco de sombra. 

 

3. Tubular:

Barraca em formato longo semelhante a um túnel. Bastante resistente ao vento e leve devido a sua estrutura ser composta apenas de varetas curvadas. Possui bom espaço interno. Diferente das barracas iglus, as tubulares têm que ser espaçadas para que fiquem armadas. Esse tipo de barraca é mais apropriado para dormir.

4. Geodésica:

Barraca semelhante à iglu, mas com a disposição das varetas diferente para melhorar a resistência aos fortes ventos de montanha. Normalmente são compostas de alumí­nio e também são muito resistentes à chuva.

5. Armação por Polos:

Este modelo não muito usado no Brasil é feito basicamente por um teto de nylon que é sustentado por bastões de caminhada ou amarrado em árvores. Alguns modelos possuem um piso opcional que pode ser adquirido separadamente. São leves de transportar, mas não combinam com chuva. 

É indiscutível que um bom acampamento só será bom mesmo se a barraca também for boa. Quando você for trocar ou comprar sua barraca, pense bem sobre o que falamos neste artigo.  Isso poderá te ajudar bastante, até porque, umas  horas a mais de sono de qualidade no acampamento, faz toda a diferença. Compensa sim, investir mais um pouco e comprar uma barraca melhor.

Pense nisso, e até o nosso próximo, ME aventura!

Swámeze Silva

Swámeze Silva

Líder de Desbravadores

Ribeirão/PE

Diretor de Clube de Líderes - APe/UNeB