Noé, o empreendedor visionárioData de publicação: 14/06/2018

Noé, o empreendedor visionário

Você já teve ideias que à primeira vista pareceram loucura aos olhos dos outros e até mesmo aos seus? É bem desanimador quando as pessoas zombam de nossas ideias ou quando dizem que nunca vai dar certo. A vontade de desistir é grande. Muita gente deixou de realizar grandes coisas porque algumas mentes miúdas lhes tirou todo o ânimo. Com certeza grandes feitos e invenções incríveis deixaram de existir por causa de pessoas que não souberam lidar com a oposição. Elas não foram como Noé.

Fico imaginando a força de vontade que aquele velho patriarca teve que exercitar dia após dia para não desanimar de seu chamado. Afinal, era uma ideia um tanto estapafúrdia construir uma arca para abrigar humanos e animais de uma inundação em um lugar distante do mar e para um povo que não conhecia a chuva, sem falar dos 120 anos de pregação, tempo suficiente para alguém perder a esperança, inclusive o próprio Noé. É fácil para nós, atualmente, tendo tecnologia e conhecendo toda a história corrermos o risco de romantizá-la e até de julgar quem não acreditou. Mas imagine que você cresceu vendo um idoso trabalhar interminavelmente numa estrutura de madeira num terreno baldio de seu bairro e que seus pais lhe digam a vida inteira que ele é louco e está apenas perdendo tempo. Logicamente você cresceria tendendo a achar que Noé era realmente louco.

Pelo seu empenho, fé, perseverança e força de vontade, podemos considerar Noé como um grande empreendedor visionário. Ele estava fazendo algo que jamais alguém tentou e que parecia impossível de ser feito. Com toda certeza ouvindo zombarias inclusive de amigos e familiares, tendo junto consigo apenas a sua casa para lhe dar força e ajuda. Apesar de tudo isso ele desafiou a lógica e teve sucesso em seu empreendimento. E que sucesso!

Meu intuito nesse texto é lembrar a você, que tem boas ideias, que pensa à frente das demais pessoas, que sem esforço e sem oposição não há sucesso. Se você não tem espaço para aplicar suas aspirações visionárias na região, tente no clube, se não consegue no clube, tente na sua unidade e se nem assim você conseguir espaço, vá para internet e compartilhe, o importante é que suas boas ideias não devem morrer ou ser engavetadas só porque a maioria prefere sempre dar vez a outros ou simplesmente copiar e reinventar as coisas alheias. Procure quem esteja disposto a te ajudar e te aconselhar caso suas ideias necessitem de retoque ou não sejam adequadas ao ministério e necessitem de reformulação. Mas não desista. Espelhe-se em Noé, que tinha tudo contra ele, mas ainda assim prosperou em seu empreendimento.

O problema é falta de oportunidade? Prepare seu material, desenvolva sua ideia e esteja com ela pronta para a primeira chance que surgir. A chance veio e não acataram a sua ideia? Não desanime. Procure saber quais os motivos para que a ideia não tenha sido aceita e remodele o que for preciso para uma próxima vez. A oportunidade vai surgir uma hora, seja pelos outros ou seja por você mesmo. Como? Às vezes a oportunidade nos é dada não para fazer as coisas, para nos oportunizar fazer, como ser eleito para uma nova função ou ser responsabilizado por organizar algo.

O mais importante é: se você tem ideias, acredite nelas. Se você é capaz, acredite em si mesmo. Não dê ouvidos às pessoas que surgem somente para negativar seus planos sem contribuir com nada, jamais deixe que as palavras de desânimo dos outros tirem seu foco de seu empreendimento visionário. Nunca permita que seus ideais sejam demolidos pela falta de amor próprio dos outros. Seja como Noé.

Pablo Rios

Pablo Rios

Líder Máster Avançado de Desbravadores

São José do Jacuípe/BA

Coordenador Regional | MBN /ULB