Como Derrotar um ExércitoData de publicação: 23/03/2019

Como Derrotar um Exército

Viaje comigo no tempo, direto para a idade média. Agora imagine a seguinte cena:

Estamos no meio de uma batalha e fazemos parte de um grande e motivado exército. Todos estamos nos esforçando muito e a vitória parece certa. Olhamos para as conquistas que estamos alcançando e temos a certeza da glória final.

De repente ouvimos um burburinho e alguém conta que um dos nossos principais capitães cometeu um erro terrível. De fato, esse capitão, um herói de guerra, tem de deixar o campo de batalha e voltar para casa temporariamente. Nenhum de nós realmente viu o que aconteceu, mas quem falou foi alguém que conhece o pessoal do alto escalão do exército, então deve ser verdade.

Rapidamente passamos a contar a todos o que pode ter acontecido, e logo muitas versões diferentes se espalham, algumas realmente maldosas, mentirosas, que tomam aquele erro como a maior das tragédias. "Como ele pôde fazer aquilo?". "Logo ele que tinha o dever de dar o melhor exemplo?". "Eu sabia, não podemos confiar nos comandantes deste exército, são todos corruptos e egoístas!". "Eu sempre busquei confiança nele, que decepção, eu vou embora daqui!".

O que você acha que vai acontecer com esse exército?

É óbvio que eles não irão vencer. A enxurrada de críticas, fofocas, mentiras, as propagandas maldosas gratuitas e a divulgação de notícias sem nem mesmo checar se são reais, destroem a confiança e a segurança dos soldados. Os ataques desnecessários aos próprios comandantes e ao reino como um todo colocam fim à causa. Que necessidade o inimigo tem para se fortalecer e bolar novas estratégias, se este exército está destruindo a si mesmo por dentro?

A analogia se refere na verdade a algo muito real e atual. Como tem sido a sua reação quando ouve alguma notícia escandalosa de seu líder ou pastor?

Infelizmente muitos dentre as fileiras do exército do Clube de Desbravadores e da igreja se empenham em divulgar os escândalos e até mesmo demonstrar satisfação com os casos sem se preocupar se é verdade. Outros tantos fazem crescer inúmeros boatos e teorias conspiradoras. Esquecem também dos sofrimentos da própria pessoa envolvida e de seus familiares.

É evidente que os pecados possuem suas consequências, mas não é essa a questão que quero enfatizar aqui. Gostaria de que você, amigo de lenço, faça uma profunda reflexão sobre suas próprias atitudes como cristão, desbravador, servo de Deus e amigo de todos, como alguém que procura ser puro, bondoso e leal.

O que você fará quando ouvir notícias sobre seus líderes? Buscará a verdade ou espalhará boatos? Inventará mentiras? Cobrará justiça? Usará as redes sociais para amaldiçoar todo o seu próprio exército? Abandonará a causa? Pode se lembrar de algum caso semelhante mencionado na Bíblia e como o assunto foi tratado? Consegue se imaginar seguindo as orientações de Jesus para quando o seu irmão pecar? Quais são mesmo essas orientações? E se fosse você a pessoa a cometer tão grave pecado?

Pense nessas perguntas e isso o ajudará a desenvolver a empatia e a bondade.

A propósito, sabendo que Satanás busca com muito mais dedicação derrubar os líderes, você já orou pelo seu líder hoje?

Maranata!!!

Vinícius Kümpel

Vinícius Kümpel

Líder Máster Avançado

Maringá/PR

Regional na Associação Norte Paranaense - USB