Virá e não tardará?Data de publicação: 01/05/2020

Virá e não tardará?

Ainda guardo lindas recordações de quando conheci a Cristo através do clube de Desbravadores, eu era só um garoto de 14 anos, mas fiquei deslumbrado com a promessa de que logo Jesus voltaria e todo sofrimento e mal teria um fim. Fiquei apaixonado por cada pregação, louvor e, em especial por um verso – “ Pois dentro de pouco tempo aquele há de vir virá e não tardará” Hebreus 10:37. Quanta certeza!

Quando desci as águas batismais, um amigo me abraçou e disse: “Cara, que bom que você entregou a vida a Cristo tão perto d’Ele voltar.” Mais uma vez os olhos brilharam, fiquei radiante e cheio de expectativas. Mas o tempo passou, já se foram 12 anos e Ele ainda não voltou. Frustrante? Talvez, pois quantas coisas ruins me aconteceram desde aqueles dias.

Sei que não sou o único que, um dia se apaixonou pela ideia de um Cristo que voltaria talvez no próximo mês, pois quantos grandes homens da bíblia, como Paulo e Pedro aguardaram ansiosamente pelo Salvador que voltaria na sua geração,  mas estes, como tantos outros em centenas de anos, agora aguardam em sepulturas.

Eis o ponto chave de todo esse texto, nós contamos o tempo para a volta de Jesus em calendários, relógios ou cronômetros, mas não no tempo de uma vida. E quanto seria o tempo de uma vida? Isso é relativo, você pode viver 100 anos ou até terminar de ler esse texto. Ellen White afirma: Deus não dá a nenhum homem uma mensagem de que decorrerão cinco, dez ou vinte anos antes que termine a história deste mundo. Ele não quer dar um pretexto para os seres viventes adiarem a preparação para o Seu aparecimento. Review and Herald, 27 de novembro de 1900. Isso mesmo, se soubéssemos o dia do retorno do Rei, viveríamos dissolutamente como o filho pródigo, talvez como imortais que não somos.

Essa “demora”, nada mais é que misericórdia para salvar o pecador. você deve até estar cansado, então, que tal reavaliar sua forma de ver tempo. O convite especial de Deus é para que vivamos como se o reino viesse aqui, agora, no próximo piscar de olhos. Reconheça sua fragilidade, extremamente vulnerabilidade e não esqueça: o que mais importa não é quando ou como Cristo virá, mas como está a sua vida.

Jacques Silva

Jacques Silva

Líder Máster de Desbravadores

Teixeira/PB

Capelão no clube Órion MNe-PB/UNeB